23 de fev de 2016

36 - A CRUZ

A cruz é a última carta do baralho cigano. Por ser a última carta ela traz o simbolismo do dever cumprido, do final, da longa jornada que percorremos para atingirmos a vitória.

Ela simboliza a vitória, a conquista, a finalização de uma situação após muito trabalho. Mas tudo isso não foi fácil, não caiu do céu. Foi sofrido, pesado, tivemos que superar várias provações e por vezes carregamos alguns traumas por isso.

Mas alcançamos a vitória, não fomos derrotados ou desistentes no decorrer do processo. A cruz é a sabedoria, a glória eterna. Ela sempre aponta para o céu nos indicando que é preciso a proteção espiritual para sermos vitoriosos. Ela faz a conexão físico-espiritual, está cravada na terra mas aponta ao altíssimo sempre.

A cruz também me traz o significado do descanso final, do encontro com o paraíso celestial, caberá ao contexto que se encontra e as cartas que a rodeiam para confirmarmos isso. Ninguém carrega uma cruz tão pesada que não possa carregar. cada um carrega a cruz que construiu, aquela que lhe trará a sabedoria e a vitória.



Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponha-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim."

Mário Quintana





Seguimos na próxima semana coma  carta 4 - A Casa.

Beijos no coração!

Denis Maapelli

19 de jan de 2016

O SIGNIFICADO DAS 36 CARTAS DO BARALHO CIGANO

Queridos que me acompanham aqui pelo blog, iniciaremos hoje um novo projeto de publicações semanais. O significado de cada uma das 36 cartas do baralho cigano.

Deixo bem claro que o simbolismo de cada carta que durante as 36 semanas serão aqui expostos são de acordo com a minha percepção ao ver a carta. Também, não serão apenas nestas pequenas explicações e reflexões que os significados se esgotarão, é apenas uma pequena introdução de cada carta para que possamos perceber os recados, as orientações, os caminhos que estas cartas encantadoras nos indicam durante uma leitura.

Novamente reforço, os significados não se esgotam por aqui, trago apenas minha contribuição para reflexão e algumas sacadas novas.

Beijos no coração!!!

18 - O CÃO


"O único amigo desinteressado que um homem pode ter neste mundo egoísta, aquele que nunca o abandona, o único que nunca mostra ingratidão ou traição, é o seu cachorro." George Graham Vest

O cão, 18ª carta do baralho cigano nos traz o olhar puro e atento do nosso verdadeiro amigo. Este é o seu principal significado: o (um) amigo. O cão representa também a confiança, a amizade, a segurança, proteção, algo ou alguém verdadeiro que nada te pedirá em troca. Representa a fidelidade, a lealdade, o amigo para sempre. 

Em leituras relacionadas a saúde ele poderá indicar alguma alteração/patologia nas vias respiratórias altas (faço essa relação pelo fato do cão farejar), em outra percepção poderá indicar a confiança no tratamento que se está seguindo. É uma carta que trará muitas informações pessoais ou características de determinada situação. Poderá ser nosso amor fiel junto ao nosso companheiro mas também poderá representar apenas uma amizade naquela relação entre duas pessoas onde uma delas espera pela evolução de um namoro. Cabe ao restante das cartas, ao contexto do jogo nos dar a resposta exata.

Ele é aquele companheiro que te pede apenas um afago, um carinho, um olhar ou até mesmo um sorriso no momento do choro. Mas você (ou o consulente) não tem um cão? Pode representar também o seu animal de estimação e nunca esquecendo o nosso amigo espiritual: CÃO + ESTRELA 


"A amizade sente-se, não se diz ..." Machado de Assis



Para a nossa próxima terça-feira a carta escolhida é a CRUZ (36).

Crédito das imagens:
Baralho Luz do Sol - Tânia Durão (www.ascartasciganas.blogspot.com)
Blog Edson Cláudia (www.edsonclaudia.blogspot.com)


22 de dez de 2015

A PODA APÓS A COLHEITA


Uma planta ou árvore frondosa, forte, com a beleza plena em suas cores, com frutos ou flores saudáveis, belos e que se fazem presentes durante todo o ano e por muitos anos. É isso que queremos das nossas plantas em nosso quintal e é o grande objetivo e meta de produtores. Trago hoje este exemplo para refletirmos um pouco sobre como foi a nossa colheita neste ano. Aqui, iremos apenas substituir a árvore ou planta pela nossa vida.

Ao iniciar um ano novo traçamos os planos e metas que queremos alcançar no decorrer dos próximos 365 dias, lutamos por isso, trabalhamos para alcançar, criamos expectativas até sua concretização e não podemos ignorar a presença de algumas frustrações. As vezes aquilo que queremos não segue o rumo, o tempo, o resultado que esperávamos. Tentamos então entender o que fizemos de errado, o que não aconteceu como deveria, ou até mesmo esgotar as energias tentando encontrar o sujeito ou situação responsável pela não concretização. Você já parou para pensar que a falha de todo o processo poderá estar antes mesmo de traçarmos as nossas metas?

Voltamos ao nosso exemplo sobre as podas após a colheita e aplicamos isso na prática. Por que é necessária a poda na planta após a colheita? Por que são necessários os cortes e ajustes por vezes dolorosos em nossa vida? Para dar lugar ao novo, ao saudável, ao belo, ao frondoso!

Antes de pensar em planejar 2016 realize as suas podas, corte de sua vida aquilo que não te faz bem, aquilo que consome a sua energia, aquilo que você faz com sofrimento e insatisfação. Se não cortarmos o doentio o saudável não chega, se ficarmos com o negativo, o positivo não se fará presente, se ficarmos agarrado ao velho o novo não nos contentará. Reflita sobre o que você colheu em 2015, não fique se lamentando ou tentando encontrar responsáveis por aquilo que não conquistou, talvez a sua poda de 2014 não aconteceu e muitas situações ficaram presas a você dificultando a chegada do novo.

Faça sua limpeza, deixe os galhos secos em 2015, afine aquilo que possa estar desajustado, corte o mal pela raiz. Por vezes a seiva poderá brotar do corte mas ela é necessária para a cicatrização.

Entre em 2016 renovado, limpo, leve, com os pensamentos e sentimentos tranquilos e se prepare para colher os melhores frutos em 2016.

Te desejo sucesso pleno, beijos no coração!

Denis Maapelli

21 de set de 2015

RELACIONANDO A SAÚDE E AS CARTAS CIGANAS


Trago hoje algumas palavras-chave que faço relação com questões de saúde quando abordadas durante um atendimento com as cartas ciganas. Estas considerações foram construidas durante meu aprendizado e na prática dos atendimentos. Muitas delas também foram agregadas no decorrer de leituras para a ampliação dos significados de cada carta. Leve daqui aquilo que faça sentido para você. 



   
 Créditos imagem:confluenciasblog.wordpress.com
 
01-CAVALEIRO: articulações; pés/pernas; joelhos. Questão relacionada a saúde que acontecerá rapidamente. Poderá indicar também um tratamento fisioterápico.
02-TREVOS: neurônios/neurológico; sujeira/obstáculos. Percebo esta "sujeira" quando o trevo vem acompanhado da carta 24-coração, indicando assim colesterol ou placas de ateroma. Poderá indicar também um tratamento com homeopatia/fitoterapia.
03-NAVIO: enjoo, náuseas; fígado. Pode indicar também o afastamento da doença.
04-CASA: ossos, estrutura do corpo. Indica também clínicas, consultórios.
05-ÁRVORE: sistema respiratório.
06-NUVENS: confusão mental; psicológico; sistema nervoso.
07-COBRA: circulação; pele. Indica a procura por um profissional da saúde.
08-CAIXÃO: depressão. Indica o final de um ciclo/doença. Não visualizo a morte física com o caixão.
09-FLORES: alergias. Indica o tratamento com Florais.
10-FOICE: cirurgias.
11-CHICOTE: musculatura.
12-PÁSSAROS: boca; fala; voz; garganta.
13-CRIANÇA: imunidade; sistema imunológico; doenças da infância; desnutrição.
14-RAPOSA: ouvidos; déficit de atenção.
15-URSO: depressão; sistema digestivo; obesidade; transtornos alimentares.
16-ESTRELA: insônia; sono leve.
17-CEGONHA: braços; trocar de profissional/terapia. Cegonha+criança=gestação.
18-CÃO: rinite; sinusite; faringite/laringite.
19-TORRE: coluna; costas. Indica também um hospital ou necessidade de isolamento.
20-JARDIM: fobia social; mania de perseguição.
21-MONTANHA: traumas do passado; rancor.
22-CAMINHO: sedentarismo.
23-RATO: bactéria;vírus; DST;estresse/desgaste.
24-CORAÇÃO: o próprio coração.
25-ANEL: doença crônica.
26-LIVRO: doença guardada, escondida, ainda não diagnosticada. Poderá indicar problemas de memória, Alzheimer.
27-CARTA: exames; psicoterapia; mãos; dedos.
28-HOMEM: impotência; frigidez.
29-MULHER: tratamentos estéticos; plásticas.
30-LÍRIOS: olhos; estresse; doença Senil; geriatria.
31-SOL: hipovitaminose; desidratação; vontade de viver; Reiki. Lírio+Sol= idoso desidratado.
32-LUA: alterações emocionais; bipolaridade; hormônios.
33-CHAVE: saúde espiritual; Indica uma boa solução/resolução.
34-PEIXES: sistema reprodutor; urinário. Poderá indicar um tratamento de alto custo.
35-ÂNCORA: pé; quadril.
36-CRUZ: feridas; ombros. Caminhada final!

Bons estudos!!!
Beijos no coração
Dênis Maapelli

"Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende!" - Leonardo da Vinci

16 de ago de 2015

A VIAGEM PARA O "EU"

NAVIO + CAIXÃO = A VIAGEM PARA O "EU"

Algumas combinações chamam a atenção durante uma leitura: caixão + rato, cobra + caixão, caixão + cruz, navio + caixão, dentre outras. É onde podemos notar que param os olhos do consulente, eles vidram nestas combinações. A dúvida??? Será que algo extremamente ruim está por acontecer?? Claro que para alguns cartomantes (de acordo com as interpretações pessoais) estas combinações sinalizam que algo desagradável está sendo anunciado, porém devemos considerar o simbolismo que a lâmina ou conjunto delas nos representam mais a fundo, ampliando nossa visão como cartomante.

Trago aqui o exemplo da combinação NAVIO + CAIXÃO = uma viagem ao nosso interior! Mas que viagem seria essa sendo caracterizada por um caixão (carta tão apavorante na consulta)? Nossa passagem por este plano considero como sendo uma viagem, estamos aqui de passagem, viemos evoluir naquilo que em outros momentos talvez não empregamos o interesse necessário ou até mesmo utilizamos de uma forma incorreta, incoerente, imatura, irresponsável, sem avaliar o que poderia estar causando ao universo e ao outro. Esta nossa vida é a nossa grande e maravilhosa viagem, estamos aqui para aproveita-la em sua plenitude e felicidade. Mas então por que para algumas pessoas esta viagem parece não ser tão agradável assim? Não é o esperado pela pessoa? Por que as coisas não acontecem como esperávamos? Estes e outros questionamentos eclodem numa sequencia tão veloz que não conseguimos segurar nossa ansiedade, emoções e ações. 

Mas refletimos agora: não está na hora de mudarmos o rumo desta viagem e ao invés de seguirmos o runo dos outros não seria a hora de encontrarmos o rumo do nosso Eu? É necessário considerarmos como está o nosso interior, quais os nossos sentimentos e atitudes, os dogmas que carregamos e que muitas vezes foram impostos pelos outros. Lembre que é você quem está no controle do seu rumo, da sua viagem, portanto esta mudança de trajeto dependerá exclusivamente de você! É o momento de parar, refletir, avaliar, traçar uma nova rota e deixar para trás, ou melhor, enterrar aquilo que não faz significado para minha vida. Então interiorize-se, conheça o seu interior, descubra-se, importe-se mais com você ao invés de importar-se com os outros. Para iniciarmos um novo ciclo devemos encerrar outro e mudanças internas exigem isso. A mudança deste rumo não é fácil, não é tranquila mas ela é necessária para sua vida fazer sentido.

Reflita como está a sua viagem e como o universo está retribuindo pela sua passagem. Descubra-se, enterre o que não te faz bem e encontre o caminho da nova viagem, da nova vida que te espera ali na frente.
Felicidades, amor fraternal e paz sempre!

Dênis Maapelli

2 de jul de 2015

IV MESA REDONDA SOBRE AS CARTAS CIGANAS - 2015


"Gente nasce não-pronta e vai se fazendo ... este ano sou a minha mais nova edição, revista - um pouco ampliada -, mas a minha mais nova edição." 

Mário Sérgio Cortella


E aconteceu a IV MESA REDONDA SOBRE AS CARTAS CIGANAS. Parecia tão distante quando começou a ser desenhada em 2014. Mas o dia chegou, o tempo voou e ela bateu em nossa porta. Ao definirmos (eu e Tânia Durão) no ano passado sobre o tema que eu abordaria na minha palestra deste ano, fiquei pensando: "como falar sobre os Métodos de Leitura???" A resposta veio em um click: "desvende os métodos e torne-os mais fáceis!" E foi isso que tentei compartilhar durante minha explanação, poderíamos ficar por horas abordando esse assunto mas não podemos esquecer que meus colegas palestrantes também estavam ali para agregar com seu conhecimento e sabedoria trazendo-nos aqueles simbolismos que talvez ainda não tínhamos percebido nas cartas.

Emanuel J. Santos, meu querido do coração, me fez viajar por um jardim florido, um "Jardim Secreto" que se não cuidarmos poderá trazer alguns espinhos, obrigado meu irmão (bruxo!!) pelo carinho, pelas palavras, pela companhia, pelo teu jeito de ser. Em breve estaremos juntos novamente.

Renata Vasconcelos que com sua delicadeza
e carinho nos trouxe as dimensões de uma montanha, encorajou-me a subi-la e me fez encontrar sua ponta de cristal. Gratidão em te conhecer e poder trocar contigo abraços e conhecimento.
Fernando Omar Said, um ser de luz especial, uma referência em meus estudos, sinceramente, me deu uma aula de astrologia. Me senti colocando os pés na lua e recebendo a sua energia. És um mestre!
Chris Wolf me arrebatou na noite anterior ao evento. Guria, me tornei fã e consumidor dos teus produtos (Alma da Terra) "bem capaz" que eu vou te deixar sem trabalhar. Me trouxe o sol, sua energia, brilho, calor, prosperidade e sucesso. Assim como o sol eu desejo que tu brilhe em nosso mundo.

Tato Cunha um queridão especial. Trouxe sua luz com suas palavras mansas deixando para trás qualquer tipo de dúvida quanto a nossa intuição e a expansão da mediunidade. Querido, tu enche o nosso coração de paz!
Sônia Boechat Salema ... o que falar ... é tão difícil escrever quando as palavras se tornam pequenas frente ao sentimento que tenho por ti, mulher guerreira e de luz. Fostes a mulher que inspirou muitos dos meus estudos. Te cuido aqui do Sul!!! Alexandre Vieira que mesmo não sendo cartomante desmembrou a carta 28 e a despiu de todas as armaduras. Me mostrou outro homem, ou melhor, um homem verdadeiro. Prazer em te conhecer!

Júlia Tourinho, como não amar essa menina?! Menina criança que me encantou a primeira vista, não sei realmente denominar o que nos liga (amor? só?) mas temos algo inexplicável. Me levou as lágrimas (e agora novamente!!) ao me direcionar para minha criança interior. Te amo muito!
A árvore da vida, a minha árvore que Adriana Padula instigou para ser construída. Me fez sonhar, elaborar, expressar a vida, a família e os lugares especiais. Obrigado pelo teu conhecimento compartilhado. Ismênia Woyame, que mesmo numa passagem rápido nos trouxe as reflexões sobre os laços, nós e desenlaces.Obrigado pelas palavras!

Alexsander Lepletier, que amor, nos trouxe o amor e nos enche de amor. Te desejo muito amor, ame muito, seja feliz e continue transbordando seu amor.
Encerrando com chave de ouro Giancarlo Kind Schmid me deixou sem reação, boquiaberto e com a certeza de que provei de uma nova cachaça. Cara, tu é o cara!!! E não jamais esqueça que és especial neste mundo lenormânico. Gratidão pelo teu carinho, tuas palavras, tua amizade.

Não poderia deixar de registrar aqui o meu carinho, adoração, afeto por Dalila Tiago. Minha querida Dalila, tu faz falta sabia? Me presenteou com um domingo que jamais os meus olhos terão novamente me fez desvendar uma história lenormânica que está fervilhando na minha cabeça. Dalila, teus dois guris aqui do Sul te abraçam e são gratos por fazer parte de nossa vida!

Mas tudo isso não aconteceria se  não tivesse uma pessoa "louca" pelo baralho cigano e suas inquietações: Tânia Durão! Minha mestra, minha amiga, uma pessoa que não sei definir o que é minha na realidade: amiga? irmã? mãe? companheira? ... o carinho e o amor, além do respeito e consideração que tenho por ti, são especiais. "Obrigado por existir!" e por ser esta "louca" que amo e me permite viajar junto com os teus projetos. Andaremos por vários caminhos ainda juntos, pode ter certeza, e ao nosso lado ela seguirá nos guiando, orientando, abençoando. Que Santa Sara ilumine sempre nosso caminho.

Sou grato pelo carinho, abraços, conversas, encontros que tive com pessoas especiais no evento: Maria Nazareth, Cristina, Monique, Mônica Marques, Valéria, Maira (nossa fotógrafa oficial) e André Galebi (um cheff com quitutes dos deuses!), obrigado por fazerem parte desta caminhada.

2016??? A cegonha está chegando!!! E com ela várias surpresas e novidades que serão abordadas durante a V MESA REDONDA SOBRE AS CARTAS CIGANAS. Venha 2016, chegue logo!

Com carinho, Dênis Maapelli