22 de mai de 2015

A CRIANÇA MANIPULADORA


Este trio de cartas, Criança (13) + Chicote (11) + Nuvens (6), nos indica uma situação por vezes um pouco delicada no momento de uma consulta. O que fazer? O que orientar? Como abordar? Dependerá da situação e da posição deste trio. Em algumas leituras poderá representar o filho (a) da (o) consulente mas poderá indicar também um adulto imaturo que influencia ou manipula o consulente, ou até mesmo poderá mostrar o perfil do consulente onde ele é o imaturo manipulador. Costumo adotar uma posição mais observadora para entender quem é o sujeito (13+11+6) no jogo. Depois que isso ficar claro inicia nosso papel de orientador. Porém para orientarmos com coerência, responsabilidade e neutralidade não podemos esquecer que esta “criança” não é a única culpada numa história de manipulação.

Se levarmos em conta o simbolismo de cada uma destas três lâminas chegaremos na conclusão mais coerente para o fato. A criança é livre, sem medo, não percebe e não avalia os riscos, avança o sinal e testa os limites. Ela faz um ato aguardando nossa aprovação e se isso acontece ela conseguiu o que ela tanto esperava.

Quem nunca achou “bonitinho” a criança fazer uma peripécia??? Mas até que ponto isso vai? Onde ficou o limite e o tão ausente NÃO nos dias atuais? O chicote todos nós reconhecemos com facilidade sua simbologia, a intenção, a força, a disputa, a agressão (física ou psicológica). Unindo estas duas cartas com as nuvens o problema está feito, fica claro aos nossos olhos que “alguém” comanda o espetáculo na vida do consulente. É aquela pessoa que manipula, que reconhece o ponto fraco do outro, sabe como conduzir uma situação para levar vantagem, atordoa o pensamento do outro deixando-o sem saída, ou sem saber como resolver. Notem que este trio não ficará preso apenas para as mães manipuladas por seus filhos, estará presente também naquele consulente imaturo, despreparado que poderá estar utilizando a força do chicote para conduzir as situações da forma como ele quer que aconteça.

Quem é a vítima? O manipulador ou o manipulado? Reflita isto no momento da leitura e nunca esqueça deste questionamento: “Como o chicote parou na mão da criança?”

Beijos no coração!

Dênis Maapelli

3 de mai de 2015

O PERFIL DA MÃE SEGUNDO AS CARTAS CIGANAS

Como o dia das mães está muito próximo e pensado em homenagear de alguma forma esta data, relacionei de acordo com a minha percepção alguns significados de cartas que poderão estar presentes em nossas leituras quando o assunto envolver a MÃE. Sempre utilizo a carta 15 - URSO como sendo a mãe (do consulente ou até mesmo representando a consulente no seu papel de mãe) na leitura. Abaixo segue a relação do URSO com as demais cartas do Baralho Cigano, relação esta que poderá nos traçar um breve perfil desta "URSA".

Urso + Cavaleiro: a mãe líder, aquela que estimula a nossa vida, nos instiga a superar obstáculos;
Urso + Trevo: a mãe que coloca alguns empecilhos no caminho, coisas pequenas que poderão adiar algumas situações, não por maldade e sim insegurança;
Urso + Navio: a mãe que adora viajar, curtir a vida conhecendo novos lugares;
Urso + Casa: a mãe dona de casa, equilibrada, rígida em suas regras;
Urso + Árvore: a mãe biológica;
Urso + Nuvem: mãe confusa, ansiosa, preocupada demais, instável;
Urso + Cobra: mãe acuada, ou aquela que envenena o filho, ou causadora de confusão;
Urso + Caixão: mãe transformadora; aquela que renasce a cada dificuldade que enfrenta;
Urso + Flores: mãe alegre, espontânea, transmite alegria onde está;
Urso + Foice: a mãe que coloca limites, regras, aquela que ensina o NÃO;
Urso + Chicote: mãe manipuladora, ela sempre terá de estar no controle de tudo, conduz a vida do filho do jeito dela;
Urso + Pássaros: a mãe companheira, expansiva, parceira e confia no filho de tal forma que o deixa em liberdade;
Urso + Criança: mãe jovem, adolescente, mãe imatura ou brincalhona demais;
Urso + Raposa: mãe esperta, extremamente cuidadosa, de olho no filho sempre, pode indicar também uma mãe sedutora;
Urso + Estrela: mãe intuitiva, aquela que orienta e abençoa o filho com frequência;
Urso + Cegonha: mãe surpreendente, inovadora;
Urso + Cachorro: mãe amigona, fiel, defende o filho de tudo e de todos;
Urso + Torre: mãe sob influências cármicas, é destino de mãe e filho estarem juntos, mãe espiritualizada;
Urso + Jardim: mãe que acompanha o filho e amigos em festas, passeios, participa do grupo de amigos do filho;
Urso + Montanha: mãe parada, bloqueia ou dificulta demais a vida do filho, opressora;
Urso + Caminhos: mãe que mostra qual o melhor caminho para seguir, aquela que mostra as possibilidades deixando que o filho faça suas escolhas; ou uma mãe indecisa;
Urso + Ratos: mãe insistente, que rouba energia, suga demais;
Urso + Coração: mãe adotiva;
Urso + Anel: mão muito ligada ao filho;
Urso + Livro: mãe professora, mãe que conta histórias;
Urso + Carta: mãe reveladora, aquela que gosta de falar com os outros sobre seus filhos;
Urso + Cavalheiro: mãe lógica, racional;
Urso + Dama: mãe emotiva;
Urso + Lírios: mãe tranquila, serena, madura;
Urso + Sol: mãe super positiva, aquela que onde chega brilha com sua energia; estimula o filho;
Urso + Lua: mãe de “fases”;
Urso + Chave: aquela que encontra solução para tudo; pode tirar a autonomia do filho resolvendo seus problemas;
Urso + Peixes: a mantenedora do filho, sustenta o filho financeiramente;
Urso + Âncora: mãe segura, equilibrada, estável, mas pode querer segurar o filho em casa;

Urso + Cruz: mãe sofrida, que carrega a criação ou até mesmo o sustento dos filhos nas costas.

Não devemos esquecer que está mãe poderá representar mais de um perfil, ou seja, não fique preso apenas a estas convenções de duas cartas. Explore mais a leitura, observe as indicações próximas, sinta o jogo e o consulente para traçar uma leitura correta e objetiva.

Um beijo no coração de todos, em especial no coração de todas as mães, sejam elas MÃE ÁRVORE ou MÃE CORAÇÃO!

Dênis Maapelli